quinta-feira, 15 de abril de 2010

Pin-up

Já faz um tempo que eu to querendo escrever sobre as tais Pin-up! Sempre achei lindas as fotos e tatuagens delas. São ousadas, sexy e ao mesmo tempo inocentes. Procurando mais definição sobre Pin-up’s, até porque não sei muito a respeito, encontrei muitas coisas legais.

"No final do século 19, o teatro de revista vivia o seu auge e transformou dançarinas em estrelas, fotografadas para revistas, anúncios, cartões e maços de cigarros, mas foi somente na década de 40 que começaram a dominar não apenas a imaginação dos homens, mas também as portas dos armários e as paredes dos quartos de milhares de admiradores dessa nova onda de “sexualidade permitida”.

Foi justamente esta a origem do nome pin-up: o ato de pendurar as ilustrações em algum lugar. Na Segunda Guerra Mundial eram carinhosamente chamadas de “a arma secreta”, usadas para acalmar os anseios dos pracinhas nas frentes de batalha. Numa época em que mostrar as pernas era atitude subversiva, fotografias de mulheres nuas poderiam significar atentado ao pudor. O jeito de satisfazer a solidão dos soldados e a curiosidade dos adolescentes era fabricar modelos de lápis e tinta, que reproduziam o padrão de beleza considerado ideal: seios fartos, pernas grossas, cinturinha de pilão.

Acabaram se tornando uma espécie de troféu pela guerra vencida. Depois, com os avanços do cinema o termo pin-up acabaria se difundindo e transformando, passo a passo o que viria a ser em nossos dias, a grande indústria do sexo. Desenhadas ou fotografadas, as garotas invadiram o planeta com suas poses sensuais porém, sem vulgaridade. Com formas generosas, elas não enfrentavam as pressões da magreza nem a conseqüente anorexia. Elegantes, elas ocupavam seus espaços numa linha entre o ingênuo e o diabólico, trajando duas peças, meias-calça e corpetes com decotes enormes.



O conceito clássico de uma pin-up é ser sexy e ao mesmo tempo inocente, estar vestida, mas em alguma posição ou situação que revele sensualmente partes do corpo, sem querer, por acaso."
Fonte!

A pin-up mais célebre do século 20, Marilyn Monroe, contribuiu de maneira considerável para impor o clichê da boneca loira, passiva e inocente, à espera do bem-querer do homem.
Elas são lindas, não são? Se eu pudesse, porque não é por falta de querer, seguiria o estilo pin-up. Muitas mulheres já seguem usando franja curtinha, cabelo com um penteado, batom vermelhão, roupa de bolinha, brincos de cerejinha, de bola e sapatinhos fofíssimos! São super estilosas.
Confiram as fotos e tatoo's que eu encontrei...








Um comentário:

Soutodoloko disse...

Adoro um pin up...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
↑Top